Jason Mraz

Banner JM

botaoVoltar

[cvg-gallery galleryId=’56’ mode=’showcase’ limit=’5′ /]

Alguns anos atrás, o cantor e compositor vencedor do Grammy Jason Mraz lançouum álbum que mudaria sua vida – o multi-platina best-seller We Sing. We Dance.

We Steal Things. O álbum contou com o sucesso “I?m Yours” – uma canção de amor com sabor de reggae que conquistou o coração das pessoas, superando vinte e um milhões de discos vendidos em todo o mundo e estabelecendo um recorde como a

canção a ficar mais tempo na parada em 51 anos de história da Billboard Hot 100 – foram 76 semanas. A faixa proporcionou a Jason a indicação de “Canção do Ano” no Grammy. Em 2010, o artista ganhou ainda dois Grammys para juntar à sua longa

lista de realizações: “Melhor Performance Vocal Pop Masculina” para “Make It Mine” e “Melhor Colaboração Pop com Vocais” para “Lucky (feat Colbie Caillat)”, um dueto dele com Colbie Caillat – as duas músicas também fazem parte de “We Sing. We Dance. We Steal Things”.

 Embora o álbum tivesse um grande efeito sobre o público e a indústria da música, o maior impacto foi sobre o próprio Mraz, impulsionando o cantor e compositor de Virginia ao estrelato internacional e criando uma demanda de shows em todo

o mundo, do Carnegie Hall ao Sydney Opera House, além de convites para se apresentar em estádios ao redor do planeta. Mraz passou 22 meses na estrada promovendo We Sing, que seguiu os álbuns de estúdio Waiting For My Rocket To Come, de 2002, e Mr. A-Z, de 2005. “A turnê foi uma explosão e um turbilhão”, diz ele. “Fiquei ligado no poder da voz e da melodia, criando um desejo em mim de fazê-lo novamente. Ser capaz de inspirar as pessoas pelo mundo e levar uma mensagem muito simples me deu a ideia do que posso fazer. Cheguei em casa depois da turnê e pensei: “Como posso espalhar o amor pelo mundo através desta nova plataforma que eu tenho?” Isso se tornou meu ponto de partida para este novo trabalho.” Esse álbum, Love Is a Four Letter Word, contém um sentimento, que explora os altos e baixos do amor ou, como Mraz diz, “O que alguém faz no amor para que ele funcione, e o que se faz com o amor quando é hora de deixá-lo”.

instagram
Facebook Twitter
Avaliação do Usuário : ( votos)