Simple Plan

Banner SP

botaoVoltar

[cvg-gallery galleryId=’68’ mode=’showcase’ limit=’5′ /]

A história do ###ARTISTA##Simple Plan### começa no meio dos anos 90 em Montreal, quando o baterista Chuck Comeau e o vocalista Pierre Bouvier com apenas 13 anos tocavam em uma banda punk chamada Reset que fazia tours pelo Canadá. “Pierre e eu somos amigos há muito tempo”, Comeau disse. “Nós temos tocado juntos desde o dia em que eu ganhei a minha primeira bateria”.

O Reset lançou seu primeiro álbum em 1997, mas no ano seguinte Comeau saiu da banda para se concentrar nos estudos. Mas logo o baterista foi atraído de volta para a música, e em 1999, ele começou a tocar com seu amigo de escola, o guitarrista Jeff Stinco.

Sebastien Lefebvre, outro guitarrista amigo, foi logo acrescentado ao projeto, e a nova banda nascia. A única coisa que estava faltando era um vocalista. “Nós fomos numa caçada”, Comeau lembra-se. “Nós conhecemos milhões de pessoas, mas quanto mais nós pensávamos nisso, mais nós percebíamos que precisávamos do Pierre na banda”.

Enquanto isso, Bouvier ficou desiludido com o Reset, onde estava lidando com quatro obrigações mais o vocal. “Eu queria desistir, voltar para a escola e esquecer tudo isso de música”,ele disse. “Daí, uma noite eu vi o Chuck no show do Sugar Ray em Montreal, e ele tipo: “Eu tenho essa outra banda, e estamos procurando por um cantor”.

Eu fui lá e os vi ensaiando, e a música era muito recente e muito nova, então eu pensei, você sabe, ‘eu só vou tentar mais uma vez'”. Os caras começaram a elaborar músicas punk-pop mas as coisas ainda estavam incompletas. “Nós pensamos, falta um pouco mais”, Bouvier disse, “mas o que mais poderíamos fazer” Nós pensamos que seria uma coisa muito boa se tivéssemos muita interação ao vivo com o público, então decidimos incluir mais um membro. Desse jeito eu poderia pular pelo palco e ficar mais perto da platéia.”

Entra em cena então David Desrosiers o vocalista/baixista que tinha substituído Bouvier no Reset. Desrosiers aceitou um convite para se juntar ao Simple Plan, que deixou Bouvier livre para pular no meio na platéia. “Nós queríamos ser um pouco diferentes e um mais movimentados no palco”, disse Comeau. “Nossos shows são mais para se pular, se divertir e ficar louco. E porque nós temos três pessoas com ótimas vozes Pierre, David e Seb nós queríamos focalizar nas três harmonias e tentar fazer disso a nossa coisa especial.”

O quinteto gravou várias demos e começou a tocar em shows punk para todas as idades, junto a festivais como Van’s Warped Tour 2001, Edge Fest II e Toronto’s Snow Jam. “Nós sempre amamos a força e a energia punk”, explica Comeau. “Então toda música que nós escrevemos tem que incorporar a dimensão. Senão nós ficamos entediados. E mesmo que nossas músicas sejam contagiosas, elas nunca são realmente pop. Tem sempre muita intensidade acontecendo”.

instagram
Facebook Twitter
Avaliação do Usuário : ( votos)